Faça do erro um impulso para o crescimento do seu negócio

Faça do erro um impulso para o crescimento do seu negócio

A gestão de uma empresa é realizada por meio de acertos e erros. Muitas decisões certas levam à prosperidade, já os erros, quando muito frequentes, promovem a dissolvência do negócio. Mas como fazer dos erros um impulso para o crescimento?

A melhor forma de aprender com os erros é entendê-los, de modo que eles possam ser corrigidos e transformados em um ponto positivo para o seu negócio. Falhas de gestão e erros contábeis são mais frequentes do que se imagina, por isso é fundamental que se tenha consciência desses problemas de forma mais natural possível, pois assim há mais chances de solucioná-los com assertividade.

Neste artigo você entenderá como a percepção dos erros de gestão e as condições para que esses problemas sejam solucionados são fundamentais para o desenvolvimento dos negócios. Vamos também abordar a importância do aprendizado para minimizar as ocorrências de erros e facilitar a reflexão e solução dessas questões.

Reflita sobre os erros e conserte o problema

O problema não está em cometer erros, e sim na forma como lidamos com eles. Não assumir, se foi cometido por você, ou acusar e punir, caso tenha sido cometido por um colaborador, são atitudes que só farão gastar tempo, protelando a resolução do erro, e causar estresse entre os funcionários.

A melhor maneira para lidar com situações erradas é assumir o problema, refletir sobre suas consequências, estudar a melhor forma de solucioná-lo e partir para a ação, ou seja, consertar e resolvê-lo.

Em seu livro Good to Great, Jim Collins, considerado um dos melhores especialistas em gestão do mundo, afirma que o que diferencia uma grande organização das empresas medíocres é a forma como elas lidam com os erros. As organizações de sucesso encarram os erros de frente, de forma honesta e realista, sem perder tempo apontado as falhas.

Mas não é sempre assim que acontece. Muitos gestores se concentram procurando quem possa ter errado, esperando que a pessoa assuma a culpa, para depois puni-la. Só depois disso que irão pensar no erro ocorrido, em como resolvê-lo. O que percebemos, de acordo com Collins, é que o foco desses administradores é o que está errado, e essa visão pode até ocasionar mais problemas do que o erro cometido.

Collins trata a questão fazendo uma analogia à morte por meio da mentalidade “autópsia sem culpa”, ou seja, não importa quem causou a morte, o importante é focar no corpo.

Partindo desse raciocínio, é importante que as empresas tenham um tempo para se dedicar aos erros. Como por exemplo, separar alguns minutos por semana para que cada integrante do time apresente um problema relevante ou um erro ocorrido da semana anterior. Então, todos juntos podem discutir de forma honesta a questão para que esse tipo de erro não aconteça mais. A ideia é que sejam observados todos os processos da empresa para que qualquer desalinhamento seja ajustado e, assim, aconteçam cada vez menos mortos para serem necropsiados.

Aprenda constantemente para lidar com os erros

Fomentar a cultura do aprendizado é um dos papeis dos grandes gestores. O aprendizado contínuo promoverá um crescimento progressivo dos colaboradores e, por consequência, melhorará a forma como os erros são encarados na empresa.

Falamos aqui não sobre o desenvolvimento de conhecimentos técnicos. É claro, que estar sempre atualizado nas questões específicas da área de atuação profissional é fundamental para manter a qualidade do corpo de colaboradores, mas o que queremos dizer é que o conhecimento de negócios, habilidades interpessoais são tão importantes quanto.

Dessa maneira, os profissionais envolvidos em um exercício constante estarão mais capazes de adaptar-se de forma mais rápida às mudanças frequentes. Eles estarão mais aptos também a encarar os erros de forma correta, direcionando o foco na raiz do problema.

A cultura de aprendizagem deve ser inserida na empresa de forma efetiva e com o apoio dos gestores e líderes. Para o projeto sair do âmbito das ideias e se tornar algo realmente de resultados é importante seguir alguns passos:

– Formalização do projeto: a formalização promoverá credibilidade e maior seriedade ao aprendizado. Somente assim ela ficará enraizada na organização;

– Valorização do aprendizado: valorizar e reconhecer os resultados do aprendizado irá estimular os colaboradores. Estimular o feedback dos profissionais, ouvir suas dúvidas e sugestões também promoverá um interesse maior por parte dos envolvidos;

– Uso de tecnologia: o investimento em tecnologia de qualidade e o ensino sempre atualizado irá promover um aprendizado mais eficaz e dinâmico.

Do fracasso ao sucesso – aprenda com os erros

O que seria um negócio de sucesso? Ser reconhecida no mercado, com alta lucratividade e seus clientes satisfeitos pode ser a idealização de sucesso de qualquer empresa. Mas quando isso ocorre por um determinado momento e de uma hora para outra a situação se inverte? Os primeiros questionamentos são: “como isso pode acontecer?” e “quem fez errado?”.

O estresse causado pela culpa do erro atinge desde o alto escalão de uma companhia até a outra ponta da organização. E essa cultura de pensamento vai contaminando todos os setores da empresa e neutralizando qualquer ação promissora. Por mais que se façam esforços para resolver a situação, os resultados continuam caindo.

Para reverter o jogo, ainda citando Collins e sua expressão “autópsia sem culpa”, implica em deixar o culpado de lado e focar em resolver somente o que foi feito de errado.

Quando a equipe canaliza sua energia em resolver a questão sem o peso da culpa, ela torna-se mais confiante e entende que é capaz de dar a volta por cima. É dessa maneira que se aprende com os erros, por meio da determinação e do direcionamento correto no foco do problema.

Para conhecer os problemas mais comuns que as empresas enfrentam leia o artigo Três causa que podem matar sua empresa.

Ao identificar o problema, mudando as perspectivas da situação, é importante entender que as soluções não vêm imediatamente e em curto prazo. Mudar a cultura do pensamento de uma organização depende de cada indivíduo, começando de cima.

Previna problemas

Já falamos aqui sobre como lidar com os erros depois que eles acontecem, mas como podemos tentar evitá-los? Muito melhor do que lidar com o problema é não deixar que ele aconteça. Obviamente que erros são comuns nos negócios, como já mencionamos, mas muitos deles podem ser evitados.

Mitigar riscos, antecipar problemas e evitar erros, principalmente contábeis e tributários nas empresas, é possível com a implantação do Compliance.

Compliance é uma ferramenta que tem como principal função promover o cumprimento das obrigações legais das empresas. O método faz parte das boas práticas de Governança Corporativa.

Para saber mais sobre a implantação dessa ferramenta leia o artigo Empresa sem Compliance é empresa sem dono.

Gostou deste artigo? Então assine nosso boletim informativo e fique por dentro do que acontece no universo empresarial. Para conhecer os serviços que o Grupo BLB Brasil oferece a você e sua empresa acesse aqui.

http://www.blbbrasil.com.br/artigos/crescimento-do-negocio/

Compartilhe

Facebook Linkedin Twitter Google Plus E-mail

BLB Notícias

Assine nossa newsletter e receba boletins com notícias sobre a BLB Brasil e informações sobre o mercado.

BLB Notícias - Box
Enviando...
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]
[CDATA[ */ function read_cookie(a) { var b = a + "="; var c = document.cookie.split(";"); for (var d = 0; d < c.length; d++) { var e = c[d]