5 relatórios gerenciais imprescindíveis para qualquer negócio

5 relatórios gerenciais imprescindíveis para qualquer negócio

6 minutos de leitura

Os relatórios gerenciais são importantes ferramentas para a administração de um negócio. A grande maioria dos empresários sabe disso, então, eles se esforçam para acompanhar os resultados da sua companhia com as informações contidas nesses documentos.

Porém, nem todo administrador percebeu que essa ferramenta de gestão pode trazer inúmeros ganhos qualitativos que vão além do controle do crescimento de uma empresa. Eles ajudam na tomada de decisões, colaboram para criar metas de crescimento realizáveis e ainda orientam sobre a efetividade das estratégias traçadas.

Portanto, se você deseja ter maior segurança na tomada de decisões, saiba mais sobre os relatórios gerenciais.

Curso EAD Contabilidade e Finanças para não contadores

A importância dos relatórios gerenciais

Não há como questionar a relevância dos documentos gerenciais. São eles que mostram a situação da empresa, e caso haja alguma correção a ser feita, ajudam a apontar em quais áreas elas devem acontecer.

Para isso, é claro, o gestor precisa contar com relatórios excelentes, que contem com um bom histórico de dados organizados para facilitar sua compreensão e análise. Quanto maior a quantidade de informações reunidas, mais preparado o profissional está para atuar na empresa.

E se você faz parte do time de administradores que acham aquele texto uma perda de tempo, é hora de reanalisar sua posição: os relatórios gerenciais são o compilado de informações que vão guiar você a tomar decisões mais sábias para os rumos da empresa.

Outro ponto bastante positivo sobre os relatórios gerenciais é que eles guardam todo o histórico da empresa, podendo servir como documentação de estratégias e processos. Assim, se um funcionário tiver que se ausentar de suas funções por algum motivo, seu substituto só precisará ler os relatórios anteriores para se situar no trabalho.

Como elaborar relatórios de qualidade

Por ser um documento tão relevante no dia a dia das empresas, é esperado que haja um parâmetro de qualidade em sua execução. O objetivo dos relatórios deve ser informar os gestores sobre os assuntos predeterminados, e para que isso não se perca, o relator deve tomar cuidado para atingir as seguintes características:

  • Boa apresentação: tire o máximo de distrações do seu leitor. Abandone imagens ilustrativas ou um design muito chamativo. Mantenha o layout simples e elegante, e busque simplificar informações com gráficos e infográficos.
  • Objetivo: seja conciso nas frases e vá direto ao ponto. Objetividade é um item crucial para ajudar a absorver todas as informações.
  • Claro: procure a melhor forma de apresentar dados e ideias para facilitar a compreensão a todos.
  • Completo: não deixe faltar dados em seu relatório, pois isso pode influenciar de uma maneira negativa a tomada de decisão. Se o dado existe, traga-o.
  • Funcional: ao redigir um relatório, atente se as informações contidas no papel são suficientes para que a pessoa possa tomar decisões a partir dele.

Agora que você já está familiarizado com o assunto, confira os relatórios gerenciais que não podem faltar em sua empresa:

1. Fluxo de caixa

O relatório de fluxo de caixa mostra todo o dinheiro que entrou ou saiu de uma empresa em um determinado período. Pode incluir o Demonstrativo de Fluxo de Caixa após validação do departamento contábil.

Esse relatório é importantíssimo para um negócio, pois orienta as ações dos gestores para investir ou arrecadar fundos nos próximos meses. Pode ser necessário pedir um empréstimo, criar estratégias de vendas ou mesmo aproveitar o excesso de dinheiro em caixa para realizar aquele treinamento tão esperado.

2. Financeiro

O relatório financeiro de uma empresa mostra a real situação da empresa, contando com informações como o Balanço Patrimonial, DRE e até mesmo o Fluxo de Caixa, quando for necessário. Ele revela a situação da empresa como um todo, levando em conta as obrigações, o patrimônio, os investimentos e até mesmo os impostos pagos.

Para realizá-lo de forma mais eficiente, é recomendado trazer as informações analisadas com indicadores financeiros como o EBITDA, Retorno sobre investimentos, Ticket médio, nível de endividamento entre outros. Assim, a situação da empresa fica mais clara para gestores.

Planilha gratuita para análise das Demonstrações Financeiras

3. Vendas

Analisar o crescimento ou queda das vendas em um período pode ser a chave para descobrir movimentos sazonais do mercado, se preparando para aproveitá-los nos anos seguintes. Eles também ajudam a conhecer os produtos mais vendidos, quanto cada cliente gasta na sua empresa e quais produtos podem ser retirados de linha.

O relatório de vendas também ajuda a ter mais controle do estoque, para que a empresa faça pedidos para fornecedores de forma mais eficiente. O melhor de tudo é que, com sistemas informatizados de Danfe e NF-e, gerar os dados para fazer seu relatório de vendas pode estar ao alcance de um clique.

4. Produtividade

Toda empresa conta com seus funcionários para crescer e, por isso, precisa estar atenta a qualquer queda na produção. Esse é o objetivo do relatório de produtividade, que traz quanto uma empresa conseguiu entregar em um mês, quais funcionários se destacaram em suas funções, além de deixar muito claro onde estão os gargalos da produção.

Esse relatório acaba sendo uma ferramenta excelente para incentivar seus colaboradores a se destacaram e também funciona como um termômetro: quando a produtividade da empresa como um todo começar a cair, pode ser o momento de executar um treinamento motivacional ou mesmo efetuar uma pesquisa de clima.

5. Contábeis

Por último, mas não menos importante, vem o relatório contábil. Mesmo nas empresas optantes pelo Simples Nacional, ele é a garantia de que a sua instituição não vai ter problemas com o fisco.

Os relatórios contábeis, além de trazerem informações sobre os demonstrativos contábeis, também podem ser usados para acompanhar se todos os impostos da empresa estão sendo pagos de forma correta.

Ele também traz importantes dados para a administração financeira de um negócio, como o giro do estoque e análises das despesas. Por isso, apesar de conterem informações diferentes, é bastante comum que as empresas unifiquem e façam um relatório contábil-financeiro.

Os relatórios são frequentes na rotina de um gestor porque trazem um conjunto de informações essenciais para avaliar o desempenho de uma empresa. Com isso, conseguem ser boas fontes de dados para a tomada de decisões e criação de estratégias de crescimento.

Curso EAD Capacitação em IFRS e CPC para PME

Agora que você já conhece melhor os benefícios dos relatórios gerenciais, não deixe de colocá-los em prática regularmente em prol da organização do seu negócio! Os resultados dessa prática têm tudo para surpreender você positivamente!

  1. Dicas excelentes e relevantes, sobretudo para quem tem negócio pequeno e não sabe bem como se organizar. Parabéns pelo conteúdo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *