Conheça a diferença entre habilidade e competência

Conheça a diferença entre habilidade e competência

6 minutos de leitura

Se você já recebeu algum elogio pelo seu trabalho, saberia dizer se ele foi direcionado à sua habilidade ou à sua competência? Pois é: pode soar estranho, mas essas são duas coisas bem distintas.

E conhecer a diferença entre habilidade e competência não é algo apenas semântico ou técnico. Na verdade, trata-se de um entendimento que pode ser fundamental para o direcionamento correto da sua atuação profissional.

Isso porque um profissional dotado de grandes habilidades pode não ser tão requisitado pelas empresas se não tiver as competências necessárias para o trabalho em questão. Da mesma forma, um profissional jamais será competente sem as habilidades exigidas.

Parece complexo? Então, siga lendo este texto para entender, com exemplos simples, sobre o que estamos falando! Confira:

O que é habilidade

Segundo o dicionário Aurélio, habilidade significa:

qualidade daquele que é hábil. Capacidade, inteligência. Destreza. Astúcia, manha. Aptidão, engenho. Exercícios ginásticos de agilidade e destreza. Sortes de prestidigitação, peloticas.

Simplificadamente, podemos dizer que habilidade é a capacidade que uma pessoa tem de realizar algo. É a facilidade, ou o dom, de proceder diante de uma tarefa qualquer. Assim, quanto mais fácil você consegue lidar com uma exigência, mais habilidoso você é.

Nesse sentido, um exemplo fácil de ser entendido é a sua habilidade de dirigir. Você pode, ou não, ter habilidades para ligar o carro sem deixar o motor morrer, mudar a marcha no tempo certo, trabalhar com os pedais, estacionar, e realizar outras ações.

E todas essas são técnicas individuais, que você aprende e pode ir treinando e aperfeiçoando até que se tornem praticamente automatizadas. Então, quando isso acontece, você é tido como uma pessoa hábil nesse tipo de procedimento.

O que é competência

Já a competência, também de acordo com o Aurélio, significa:

direito, faculdade legal que um funcionário ou um tribunal têm de apreciar e julgar um pleito ou questão. Capacidade, suficiência (fundada em aptidão). Atribuições. Porfia entre os que pretendem suplantar-se mutuamente.

Para entender isso melhor, continuemos no exemplo do carro. Sabendo dirigir, ou seja, reunindo as habilidades necessárias para realizar essa ação, você já pode ir à rua, onde passará por situações que exigirão de você a capacidade para lidar com problemas diferentes.

Um outro carro pode te fechar, a chuva pode dificultar sua direção ou um acidente pode fazer com que você tenha que mudar seus planos. Enfim: para sair dessas situações, será necessário utilizar o conjunto das habilidades que você tem, certo?

E quando você precisa de um conjunto de habilidades para resolver uma situação, produzindo uma solução inédita — ou seja, quando sua capacidade de coordenar as técnicas aprendidas é exigida —, surge a competência.

Em outros termos, para ter competência é preciso ter habilidades, mas também uma capacidade maior para apresentar soluções dentro de um contexto novo e adverso.

A diferença entre habilidade e competência

Ter habilidade para determinado tipo de ação não significa, necessariamente, ser competente. Contudo, para ser competente é preciso, sim, que você tenha determinadas habilidades. Inclusive, em muitos casos, o mais competente pode até ser o menos habilidoso.

Um jogador de futebol muito habilidoso pode até ter mais facilidade para driblar seus adversários, por exemplo. Mas, se não tiver capacidade para concluir as jogadas, se livrar da marcação ou até para trabalhar em equipe, seu drible, possivelmente, não será tão importante quanto o conjunto de todas essas habilidades que um outro atleta menos habilidoso pode reunir.

Leia também -  Due Diligence: antecipe problemas e diminua riscos com esse processo

No mesmo sentido, é comum vermos alunos brilhantes saírem das faculdades e não conseguirem o devido destaque no mercado de trabalho. E isso se deve à dificuldade de transformar seu potencial em realidade, ou seja, de usar suas habilidades em função dos interesses das empresas ou escritórios.

As habilidades necessárias na área contábil

Na contabilidade, existem várias habilidades que precisam ser dominadas pelos profissionais para que eles possam atuar com qualidade, compreendendo as necessidades dos clientes. São habilidades que podem ser aprendidas e desenvolvidas na sala de aula da faculdade, tendo no diploma a sua comprovação.

A compreensão técnica do que envolve a sua profissão é algo que qualifica a pessoa para atuar na área. Assim, tudo o que diz respeito ao conhecimento teórico — como a capacidade para compreender questões tributárias, trabalhistas e legais, de um modo geral —, é tido como habilidade.

Com uma graduação em um curso de Ciências Contábeis, por exemplo, você sai formado e com habilidades para lidar com auditorias, contabilidade gerencial, controle e perícia das empresas. Mas isso, por si só, não garante que você será um profissional de sucesso.

As competências necessárias na área contábil

Já as competências, como explicado no exemplo do carro, envolvem aspectos mais complexos, como a inter-relação entre conhecimentos diferentes, que precisam ser avaliados no planejamento tributário de uma empresa.

Por exemplo: mesmo com todas as habilidades necessárias para proceder na definição do regime tributário a ser adotado, o contador precisa ainda considerar elementos específicos, como faturamento e atividade da empresa, para que ela possa ser enquadrada de acordo com suas características no regime mais adequado.

E esse exercício envolve habilidades diferentes para trazer uma solução única. Trata-se, portanto, de uma competência que o profissional contábil precisa ter para fazer um bom serviço.

Entre as competências mais valorizadas apresentadas por profissionais da área contábil, podemos citar:

  • conhecimentos em tecnologia e inovação
  • capacidade de analisar e processar informações
  • liderança e trabalho em equipe
  • marketing pessoal, entre outras.

Explicando de maneira simples: imagine um conjunto em que, dentro de uma competência, existem inúmeras habilidades. Quanto maior o número de habilidades para lidar com foco em um objetivo maior, maior fica a competência — é assim na contabilidade.

Enfim, como vimos, a competência envolve uma série de elementos, como a capacidade de liderar — algo que não se aprende apenas em sala de aula.

Justamente por isso, saber a diferença entre habilidade e competência é fundamental para que você consiga direcionar sua carreira em função das habilidades que precisará desenvolver para se tornar competente.

Assim, você pode se concentrar em desenvolver habilidades de acordo com o tipo de profissional que você pretende se tornar, e avançar rumo ao sucesso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *