Como saber se minha empresa é saudável?

Como saber se minha empresa é saudável?

8 minutos de leitura

Nossa saúde precisa de atenção constante. Devemos nos alimentar bem, fazer exercícios e realizar check-ups regularmente. Esses cuidados previnem doenças e, por consequência, nos trazem melhor qualidade de vida. Com as empresas não é diferente. Elas também necessitam de cuidados para crescer com saúde. Mas como saber se minha empresa é saudável?

O quanto antes descobrir a doença, mais fácil de curar o paciente. Existem vários sinais que demonstram a saúde de um empreendimento. São indicadores contábeis e financeiros que analisados corretamente, é possível constatar se a empresa é saudável ou não. Essas análises são como check-ups preventivos, ou seja, detectam o problema em seu estágio inicial, possibilitando uma maior chance e recursos para resolvê-lo.

Assim como nossa saúde vai ficando de lado por conta da correria do dia a dia, o mesmo pode acontecer com nosso negócio. A rotina empresarial atribulada pode levar o gestor a deixar um pouco de lado, sem perceber, a saúde do seu empreendimento.

Em outras situações, por falta de recursos e conhecimento suficiente, a visão da condição do negócio não condiz com a realidade. Um empresário pode achar que está tudo indo bem, mas na verdade tem uma visão míope do que realmente está acontecendo com seu negócio.

Uma empresa financeiramente saudável

Uma empresa saudável é aquela que desempenha suas funções, tanto na captação de recursos e produtividade quanto no fluxo de caixa. E tem condição de, por meio da venda de seus produtos, gerar lucros e se manter atuante. Consegue garantir a harmonia entre receita e despesa e mantém as contas e obrigações em dia.

De maneira geral, um negócio com boa saúde financeira tem dinheiro em caixa, liquidez e, se por algum motivo precisar fechar as portas, tem condições financeiras de honrar todos os compromissos e ainda ficar com saldo positivo.

A organização e planejamento são peças-chave nesse contexto. Com uma empresa organizada é muito mais fácil identificar e corrigir as falhas. E se ela tiver um bom planejamento, a saúde dos negócios tende a ficar bem.

O papel da análise do Fluxo de Caixa

Analisar o fluxo de caixa é uma ação básica de gestão. É preciso entender se está sobrando dinheiro em caixa ou se está faltando. Se há desequilíbrio no caixa, algo está errado com o negócio.

A falta de recurso pode indicar que o estoque está baixo, que há má negociação dos prazos de pagamento aos fornecedores, enfim, indica desorganização. Caso o estoque esteja baixo, ele deve ser regularizado.

Na situação de estoque normal, e se existir recursos sobrando em caixa, é interessante conversar com os fornecedores para buscar possíveis descontos para abastecer a empresa. Com a sobra de recursos em caixa, uma boa saída é realizar aplicações financeiras ou utilizar esses valores como reserva de capital de giro. Importante frisar que dinheiro parado no caixa não rende lucro, por isso desse ver aplicado.

O ideal é que o estoque esteja sempre renovado, o que demonstra alta nas vendas. Um estoque cheio pode significar queda nas vendas. A sugestão é promover liquidações ou promoções para movimentar o estoque.

Quando os saldos estiverem negativos, o que deve ser feito é entender as causas. Pode estar ocorrendo inadimplência elevada, queda nas vendas, atraso nos recebimentos, entre outras razões.

Uma situação em que, sem organização, a empresa vende consideravelmente mais em um mês do que em outro pode causar descontrole no caixa, uma vez que os pagamentos precisam ser realizados antes do recebimento dos valores da venda dos produtos.

Em contrapartida, um fluxo de caixa baixo pode ser consequência da baixa nas vendas. Para reverter esse quadro existem algumas estratégias viáveis como:
– Adiantar as vendas;
– Receber títulos a vencer;
– Prorrogar os prazos de pagamentos;
– Analisar a estrutura dos custos, despesas fixas e estoques.

Outras soluções mais arriscadas podem ser os empréstimos bancários e descontos de duplicatas. Nesses casos, essas opções precisam ser bem analisadas para que não ocorra desequilíbrio maior.

As anotações dos pagamentos, bem como as amortizações devem estar programadas no fluxo de caixa. Ao mesmo tempo, é imprescindível a atenção à cobrança de juros.

Ativos x Passivos

Outro recurso bastante simples que permite entender como vai a saúde financeira da sua empresa é comparar os Ativos e os Passivos.

Os Ativos são os bens da empresa: caixa, duplicatas a receber de clientes e estoque, por exemplo.

Os Passivos são as dívidas: contas a pagar como impostos e pagamentos de colaboradores, duplicatas a serem pagas e empréstimos e financiamentos, por exemplo.

Uma empresa saudável deve ter os valores dos seus Ativos sempre mais altos do que os Passivos. Caso contrário, é um importante indicativo que a saúde do seu negócio não está bem.

O índice de endividamento e a saúde da sua empresa

Outro indicador importante para identificar se sua empresa está saudável é dimensionar o seu endividamento. Em relação a esse fator existem duas condições específicas conhecidas como Rácio da Dívida em Capital e Rácio da Dívida em Ativos. Em tempo, Rácio tem seu significado na contabilidade como o “coeficiente entre dois valores que permite estabelecer relações ou proporção entre os mesmos”.

  • Rácio da Dívida em Capital: é importante você conhecer a dimensão da sua dívida de acordo com o seu capital, ou seja, o quanto sua empresa tem disponível de capital e quanto ela deve. Para saber, basta fazer uma conta simples: sua dívida deve ser dividida pelo seu patrimônio, o resultado será o rácio da dívida em capital.
  • Rácio de Dívida em Ativos: nesse caso, é necessário entender a dimensão da dívida relativa aos ativos da empresa. Essa equação demonstra o quanto sua empresa deve e a quantidade de ativos que possui. Assim como o Rácio de Dívida em Capital, para se ter o Rácio de Dívida em Ativos é só dividir o total de dívida pelos valores totais de ativos.

Atenção à margem de Lucro

Considerado um dos indicadores de desempenho mais importantes para entender como está a saúde do seu negócio, a análise da margem de lucro não deve ser esquecida. O indicador é essencial para conhecer a proporção entre sua meta financeira e suas operações.

Para calcular sua margem de lucro, em primeiro lugar, você deve saber o seu lucro líquido. Ele corresponde ao total de sua receita subtraído do total dos custos. Com o valor encontrado do lucro líquido, é só dividi-lo por sua receita total. Dessa forma você obtém a sua margem de lucro.

Quanto maior for o índice da sua margem de lucro, mais seu negócio apresenta um quadro de saúde positivo.

O balanço do Funil de Vendas

O Funil de Vendas demonstra o caminho percorrido pelo cliente desde o primeiro contato com sua empresa ou seu produto até a conclusão da venda.

Ao analisar o Funil de Vendas, você tem condição de saber as perspectivas de negócios em relação às metas estipuladas para as vendas. Essa análise deve ser feita levando em conta os primeiros contatos com os clientes, as propostas que estão em fase de negociação e os negócios que serão concretizados.

O estudo de todas as fases que envolvem o cliente é um indicativo dos riscos que sua empresa está correndo. Caso as metas de concretização das vendas não estejam sendo atingidas por meses seguidos, algo errado está acontecendo e a saúde da sua empresa pode ser abalada.

Como curar minha empresa e salvar meus negócios?

A prevenção de doenças ou a cura delas depende muito de um médico que descubra o problema e indique o melhor tratamento. Os consultores e os auditores têm essa função nas empresas. Esses profissionais atuam como clínicos, detectando onde está a doença e receitando o medicamento correto para salvar sua empresa.

Por conta disso, do mesmo modo que você tem seu médico de confiança, sua empresa merece o mesmo tratamento. Contrate uma equipe especializada para o check-up dos seus negócios.

Especialista em realizar check-ups nas empresas, a BLB Brasil pode ajudar a detectar os problemas que estão adoecendo seu negócio. Por meio de profissionais competentes e com expertise em Auditoria e Consultoria, sua empresa terá o diagnóstico correto e a receita para  retomar ou manter sua saúde. Conheça todos os serviços oferecidos aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *