Habilidades de contabilidade: por que profissionais de outras áreas devem adquiri-las?

Habilidades de contabilidade: por que profissionais de outras áreas devem adquiri-las?

9 minutos de leitura

As habilidades de contabilidade não só podem ajudar profissionais de outras áreas como, muitas vezes, são requeridas para o bom desempenho de suas funções. Isso porque certos desafios exigem a combinação de conhecimentos.

Os exemplos nesse sentido são amplos. Gestores precisam compreender os balanços empresariais, advogados lidam com as liquidações de sentença e analistas de recursos humanos (RH) emitem folhas de pagamento, só para citar alguns casos.

Sendo assim, para entender as vantagens do estudo da contabilidade, continue a leitura deste texto. Ao longo do conteúdo, exploramos os benefícios desse conhecimento com mais detalhes. Não deixe de conferir!

O que são habilidades de contabilidade?

Como já tivemos a oportunidade de esclarecer em nosso guia básico, a contabilidade estuda o conjunto de bens, direitos e obrigações de uma entidade, sob o ponto de vista de sua situação e variação.

Nesse sentido, as habilidades do setor dizem respeito aos métodos utilizados para compreender e realizar essa análise. O que pode abranger a aplicação dos conceitos básicos da matéria até a realização de cálculos matemáticos.

Contudo, vale ressaltar que a aquisição de competências por profissionais de outras áreas não requer o aprofundamento de um perito. Na verdade, o mais comum é a realização de cursos com o foco na parte da matéria que, de fato, terá implicações para a carreira do estudante.

Qual a relação entre contabilidade e outras áreas?

Os conhecimentos de contabilidade dialogam com os de outras áreas, principalmente no momento de superar desafios. A seguir, você encontrará alguns exemplos importantes desse tipo de relação.

Ciência da administração

Um dos objetivos principais da contabilidade é fornecer informações concretas para que o gestor desempenhe seu papel. Isso inclui demonstrativos sobre a situação atual de uma empresa até projeções sobre as variações em um futuro próximo.

Nesse sentido, as habilidades contábeis auxiliam no planejamento, superação de crises, definição de estratégias, entre outros aspectos. Na verdade, podemos dizer que, de um jeito ou de outro, as questões financeiras sempre serão consideradas nas atividades administrativas.

Direito

Os documentos contábeis demonstram o cumprimento de obrigações jurídicas. Exemplos são os pedidos de cadastramento do Simples Nacional, a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica e os relatórios contábeis exigidos para o pedido de recuperação judicial.

Por outro lado, também existem casos em que a legislação faz referência aos conceitos contábeis, como em recuperações judiciais, processos de falência, decretação da insolvência civil, enquadramento tributário etc. Logo, sem o conhecimento da área, é difícil interpretar adequadamente o direito aplicável a cada circunstância.

Recursos humanos

A gestão de RH lida diariamente com documentos contábeis, relacionados aos colaboradores de uma empresa. Logo, o conhecimento de contabilidade é necessário para realizar as operações do setor.

Em muitos casos, o próprio departamento realiza os cálculos de pagamento, férias e rescisão dos colaboradores. Afinal, nem sempre as pequenas empresas contam com um contador para desempenhar essas tarefas.

Profissionais liberais

Os médicos, dentistas, publicitários, advogados e demais profissionais liberais são forçados a empreender, porque precisam organizar suas atividades de maneira rentável. Do contrário, não haverá sustentação para o negócio, tampouco condições de crescimento.

Não ao acaso, as habilidades de contabilidade podem ser bastante úteis. A falta de controle financeiro é um dos fatores que prejudicam essas atividades, e a contabilidade fornece justamente subsídios para um empreendimento mais saudável.

Quais são as aplicações práticas das habilidades contábeis em outras áreas?

No cotidiano de outras áreas, podemos identificar exemplos práticos de aplicação das habilidades e conhecimentos contábeis. A seguir, veja alguns casos.

Leia também -  M&A e a virada de mesa no mercado cervejeiro

Tomada de decisões

Em conjunto com a criação e entrega de valor ao cliente, a saúde financeira é um dos pilares de um negócio. Com efeito, sempre existe um risco quando o gestor não tem habilidades contábeis.

Isso ocorre porque, sem o conhecimento mínimo para compreender a situação e a variação dos direitos, bens e obrigações, o administrador não estará convicto dos efeitos de suas decisões.

Embora possa confiar em seus analistas, que poderão adotar estratégias sem compreender todas as implicações para o empreendimento, aquele que efetivamente assume a responsabilidade pelas ações é o gestor.

Análise de documentos

Os documentos contábeis, quase sempre, são produzidos para profissionais de outros setores. Ou seja, os peritos da área não elaboram balanços patrimoniais, demonstrativos de caixa e outros informativos por esporte ou lazer, o objetivo é subsidiar decisões ou comprovar eventos.

Um exemplo é o do advogado que precisa desenvolver uma fundamentação jurídica a partir das informações financeiras de uma companhia, como ocorre em pedidos de gratuidade de justiça, processos de recuperação judicial e requerimentos de decretação de falência.

Outro é o do administrador que precisa tomar decisões, diagnosticar problemas ou buscar soluções, como descobrir por que a empresa não teve o resultado que se esperava, quais são os possíveis cortes de gastos, qual o custo de manter certos ativos etc.

Por fim, podemos citar o caso dos profissionais de recursos humanos. Esses desenvolvem atividades que mesclam conhecimentos de sua área com a de direito e contabilidade, como a gestão de folhas de pagamento, demissões e definição de cargos e salários.

Compreensão de cálculos

Com um pouco de conhecimento, é possível entender muitos dos cálculos realizados por contadores. Trata-se de compreender como os profissionais chegam aos resultados apresentados a gestores, advogados, analistas de recursos humanos etc.

Isso pode ser essencial em casos práticos, como rescisões trabalhistas, liquidações de sentença, venda de ativos, teste de recuperabilidade e análise de demonstrativos, por exemplo.

Superação de crises

Tanto os profissionais liberais como os integrantes da administração de uma empresa estão sujeitos a enfrentar crises, especialmente quando relacionadas a dificuldades financeiras de um negócio.

Nesses casos, as habilidades de contabilidade fornecem as informações necessárias para diagnosticar o problema e encontrar soluções. De fato, o domínio das projeções de patrimônio, caixa e resultado de exercício permite antever os efeitos das decisões nos bens, direitos e obrigações do negócio.

Planejamento empresarial

As projeções contábeis também são fundamentais para qualquer planejamento, seja de uma grande empresa, seja de um profissional liberal. Sem elas, os dados concretos sobre o negócio são abandonados e os objetivos, metas e estratégias são fundamentados em estimativas desprovidas de base científica.

Por exemplo, antes de contrair uma dívida, o gestor tem de saber se haverá recursos disponíveis para efetuar os pagamentos em dia, o que é obtido com uma projeção de fluxo de caixa.

Igualmente, para definir uma mudança de estratégia, será necessário projetar os resultados dos exercícios futuros e verificar a solidez do empreendimento. Isso exigirá o entendimento dos demonstrativos sobre o assunto.

Quais são os benefícios de adquirir habilidades contábeis?

Além de suas aplicações no cotidiano, as habilidades de contabilidade podem trazer benefícios para o profissional e para o negócio em que ele está envolvido. Ao aprendê-las, você pode melhorar seu currículo profissional e oferecer um pouco mais para clientes ou empregadores.

Qualificação profissional

As habilidades de contabilidade são essenciais para resolver problemas, como ficou claro ao analisarmos suas aplicações. Logo, em muitos casos, estudar a área é um requisito para estar qualificado.

Leia também -  O que é preciso para abrir um escritório de contabilidade?

No entanto, mesmo quando é possível sobreviver sem esse conhecimento ou atuar em empresas que contam com contadores, o profissional pode melhorar as atividades que desempenha.

Isso ocorre porque ele terá uma melhor compreensão do negócio, além de estar habilitado para lidar com documentos contábeis e tomar decisões com essa base científica.

Diferencial competitivo

Imagine que uma empresa está em dúvidas sobre qual gerente deve ser promovido a um cargo importante. Provavelmente, se ambos demonstraram sólidos conhecimentos administrativos, a tendência será a busca por diferenciais.

Consequentemente, as habilidades de contabilidade podem pesar a favor de um profissional, e não são poucas as situações em que isso acontece. Na verdade, poderíamos citar inúmeros casos, como a contratação de advogados, aceitação na posição de administrador em consultórios médicos, envio de currículos profissionais etc.

Maior especialização

Um terceiro benefício importante ocorre quando as habilidades de contabilidade se somam aos conhecimentos do profissional de outra área e formam uma função mais especializada.

Exemplos são os dos gestores e advogados com o foco na recuperação de empresas. Trata-se de uma função que exige essa combinação de conhecimentos. Não à toa, cursos com esse direcionamento geralmente têm módulos sobre contabilidade.

Melhores resultados

Adquirir habilidades de contabilidade produz resultados práticos, porque esse conhecimento fornece os subsídios para as atividades de outras áreas.

Para os gestores, isso significa uma compreensão mais adequada do funcionamento do negócio e possibilidade de tomar decisões melhores. O que reflete em uma maior rentabilidade e em melhores condições para o crescimento empresarial.

Igualmente, a gestão de RH também se torna mais eficiente, uma vez que passa a entender os impactos das decisões tomadas na organização como um todo. O analista da área saberá as consequências patrimoniais de contratar e demitir, bem como terá melhores condições de avaliar o custo-benefício de cada colaborador.

Por sua vez, os profissionais liberais podem utilizar esse conhecimento para organizar suas atividades, de modo a produzir melhores resultados e manter a saúde financeira mesmo de pequenos empreendimentos.

o advogado, além de utilizar o conhecimento na gestão de seu escritório, também pode se beneficiar em sua atuação jurídica. Afinal, um bom argumento, por vezes, depende da compreensão das informações contábeis que envolvem uma demanda.

Sendo assim, ainda que você não seja um profissional formado na área, existem ótimas razões para investir em habilidades de contabilidade e expandir seu campo de atuação.

Para descobrir como se qualificar, faça o download do nosso guia de sucesso para capacitação na área contábil e comece seus estudos imediatamente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *