7 maneiras de desenvolver lideranças consistentes na sua equipe!

7 maneiras de desenvolver lideranças consistentes na sua equipe!

6 minutos de leitura

Uma das qualidades mais procuradas pelas empresas em um profissional é a capacidade de liderança. Isso se dá porque o profissional que sabe liderar consegue enfrentar desafios com maior desenvoltura e porque dessa habilidade resultam outros benefícios corporativos, como melhor organização e gestão de equipes, resolução de conflitos e motivação de pessoal.

Afinal, o bom líder também é capaz de ensinar e desenvolver essa qualidade nos demais, estimulando e incentivando as pessoas de sua equipe. Quando ele obtém êxito nessa tarefa, o desempenho da equipe melhora, o engajamento dos colaboradores aumenta e a empresa colhe resultados positivos.

Mas para que esse objetivo seja alcançado é preciso que o gestor tome algumas atitudes. Confira quais são elas a seguir!

Observar sinais nos colaboradores que indiquem lideranças

Antes de mais nada, é importante deixar de ser chefe para se tornar líder. Um líder não foca só em si, mas também busca incentivar seus subordinados a desenvolverem suas competências – entre elas, a liderança.

Para que isso ocorra, ele deve, primeiro, tornar-se um bom observador, analisando constantemente os funcionários.

É preciso descobrir quais os pontos fortes e fracos de cada um, de modo que se possa ajudá-los a trabalharem corretamente suas qualidades e deficiências. Assim, é possível focar naquelas competências fundamentais para um bom líder, como boa comunicação, senso apurado de prioridades e capacidade de organização.

Uma boa forma de fazer essa análise é delegando tarefas diferentes para os colaboradores e, depois, avaliando o desempenho deles, bem como os pontos em que tiveram mais dificuldades.

Verificar se os colaboradores têm habilidade em organizar equipes

Ainda relacionado à questão da observação, é importante atentar à capacidade dos colaboradores para organizar equipes. Isso é fundamental para todo líder, pois, por meio dela, é possível verificar suas habilidades de gestão, comunicação e planejamento.

Colaboradores que possuem essa capacidade já têm meio caminho andado para se tornarem bons gestores, bastando apenas aprofundar algumas competências e, às vezes, um pouco mais de experiência.

Focar na motivação para a produtividade e a gestão no negócio

Não basta que os funcionários tenham habilidades de liderança, pois sem motivação elas são subaproveitadas ou não se transformam em bons resultados. Portanto, é importante buscar meios de motivar os funcionários, para que isso se traduza em ganhos de produtividade e melhoria na gestão do negócio.

Isso pode ser feito por meio de incentivos, elogiando seus pontos positivos ou sendo honesto com eles. Dar espaço para contribuírem com ideias e promover desafios que os motivem a saírem do status quo (e evoluírem) também ajuda nesse propósito.

Esses investimentos são vitais para inspirar neles a confiança, de modo que realmente vistam a camisa do negócio.

Incentivar o aprendizado contínuo

Um bom líder sabe que o aprendizado contínuo é fundamental para todo profissional que exerça cargos de lideranças ou que pretenda desempenhar um no futuro. Por isso, é também papel dele incentivar a educação profissional continuada junto à sua equipe. Essa é uma das melhores formas de desenvolver novos líderes e mostrar que você acredita no potencial deles.

Para tanto, vale a pena sugerir processos de coaching, cursos de aperfeiçoamento presenciais ou EAD, MBAs e outras formas de educação com conteúdos voltados para o desenvolvimento de lideranças.

Ser compreensivo e agradável

Líderes compreensivos e agradáveis ganham mais facilmente a confiança dos seus liderados. Dessa forma, eles se sentem mais confortáveis e tranquilos para falar sobre seus problemas profissionais, quais pontos estão prejudicando seu desempenho, quais suas dificuldades etc. Isso é necessário para que a sinergia dentro da equipe ocorra e crie-se um ambiente em que todos podem trabalhar em prol de um objetivo comum.

Leia também -  A importância da matemática financeira na gestão empresarial

Líderes muito duros acabam por afastar seus colaboradores, os quais ficam receosos de comentar sobre dificuldades ou até tornam-se mais reativos por temerem perder o emprego ou sofrer punições pelos erros cometidos.

É importante mudar atitudes rígidas para gerar um sentimento de união e de comunidade dentro da equipe. Também é preciso evitar reclamar dos funcionários quando problemas surgem, buscando entender o que os fez agirem do modo como agiram. Deve-se compreender que, em grande parte das vezes, as intenções deles eram positivas, embora o resultado não tenha sido o que esperavam.

O profissional que está em processo de treinamento para liderança também deve ter apoio constante, para que possa tomar decisões importantes e reajustá-las quando necessário, inclusive ao se equivocar. Ele ainda está em formação, por isso precisa de margem para mudar sua forma de liderar quando necessário.

Melhorar a comunicação

O processo para se tornar um bom líder precisa focar na comunicação como um dos pontos-chaves. Todo líder deve saber se comunicar bem com os liderados, seja pessoalmente ou por meios digitais, como intranet, e-mail, chats, redes sociais corporativas e afins.

É importante, também, manter regularidade de conversas e reuniões com os subordinados, para comentar e debater sobre o que se está fazendo, quais os objetivos da empresa e da equipe. Transparência também ajuda a conquistar a confiança das pessoas, o que as torna mais envolvidas ao se sentirem valorizadas o suficiente para ficarem por dentro dos objetivos organizacionais.

Desenvolver formas de avaliação

Líderes precisam saber avaliar seus liderados, bem como serem avaliados. Por isso, é importante analisar o desempenho deles tanto por meio de pesquisas e questionários quanto pela observação.

Os resultados e impressões podem ser repassados por feedbacks ou conversas mais informais. Porém, nessa hora, é importante lembrar dos dois tópicos anteriores: compreensão e comunicação. Algo dito de forma equivocada ou rispidamente pode abalar a confiança do futuro líder.

Uma forma tanto de avaliar o desempenho de um líder em formação quanto de descobrir quais colaboradores possuem habilidades de liderança é colocando-os à prova em situações de pressão. Essas podem incluir a necessidade de decisões urgentes, prazos apertados e até colaboração com outros profissionais.

A capacidade de liderança pode ser desenvolvida individualmente, mas organizações e gestores focados em melhorar o desempenho de suas equipes precisam trabalhá-la constantemente. Colaboradores que possuam essa habilidade entendem melhor como obter resultados positivos no dia a dia profissional, inclusive apoiando uns aos outros para alcançarem objetivos comuns.

Se você se interessou em desenvolver ou aprender mais sobre essa qualidade, aproveite e veja nosso curso especial sobre lideranças!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *