Profissional controller: entenda a importância de ter um em sua empresa

Profissional controller: entenda a importância de ter um em sua empresa

5 minutos de leitura

Sem dúvida, o profissional controller é decisivo dentro de uma organização, já que tem atuação ampla e bastante complexa. Mas você sabe mesmo o que é um controller e reconhece a seu valor?

Para ajudar com isso, neste post veremos como esse profissional desempenha suas funções dentro de uma empresa.

Analisaremos sua importância para o processo de tomada de decisão, qual é o seu perfil e como utilizar suas competências como diferencial competitivo para o negócio. Vamos lá? Então continue lendo!

Entendendo o papel do profissional controller

O profissional controller ou gerente de controladoria tem diversas funções dentro de uma empresa, e uma delas está relacionada ao processo de tomada de decisão. Isso porque cabe a ele buscar e consolidar informações de diferentes fontes, utilizando-as sempre de maneira estratégica.

Como o próprio nome indica, o controller tem uma ligação bastante forte com os controles da organização. Assim, ele deverá implementar e supervisionar controles gerenciais, além daqueles ligados a orçamentos e planos de investimento da empresa.

Ele também age junto à contabilidade. Para isso, deve estar atento aos números gerados por essa equipe, bem como às normas contábeis e outras que possam estar relacionadas com a empresa em questão.

O profissional controller ainda deve estar constantemente ligado ao desempenho da organização, realizando, por exemplo, a análise do que foi orçado versus o que foi feito. E poderá atuar em propostas de ações para várias áreas do negócio, estimulando diferentes departamentos para que cumpram suas metas previamente estabelecidas.

Conhecendo o perfil do controller

De fato, para entender a importância desse profissional, é preciso compreender suas habilidades — que devem ser diversas, já que ele atua junto a diferentes frentes.

Uma das habilidades requeridas é o entendimento do setor em que a empresa atua: seus clientes, concorrentes e questões políticas e sociais envolvidas. Além disso, é preciso ter experiência com planejamento e controle (premissas básicas da controladoria).

Conhecimentos em contabilidade e administração também são essenciais para ser um bom controller, pois ele será responsável por utilizar os dados gerados na parte contábil e transformá-los para o processo de tomada de decisão.

Vale ainda ressaltar a habilidade oral e escrita, uma vez que esse profissional precisa transmitir bem o que tem em mente. Ele terá de coordenar equipes, e isso precisa ser feito de maneira objetiva e transparente.

Por fim, além de todas as habilidades técnicas, o profissional controller deverá estar atento aos seus princípios éticos, que estão diretamente ligados à carreira de um líder.

Compreendendo como o controller se relaciona na empresa

Como já foi possível perceber, o controller tem uma atuação bastante ampla e complexa dentro da empresa, estando seus relacionamentos ligados com quase todas as áreas de uma organização.

Ainda assim, é preciso lembrar que essa relação pode mudar de empresa para empresa, dependendo de como a controladoria está estruturada ou do porte da organização, entre outras características.

Dentro da área de custos, por exemplo, há uma profunda ligação desse profissional com as decisões rotineiras referentes a gastos e processos — já que seu objetivo é reduzir esses custos e maximizar os resultados.

O controller ainda pode auxiliar em decisões sobre fazer ou comprar peças, buscando a maximização de resultados. Pode também influenciar melhores mixes de produção, descontinuações de produtos ou serviços, novas linhas de produção e outros tipos de medidas.

Todas essas decisões serão coordenadas junto ao pessoal dos departamentos de custos e comercial da organização.

Já quanto à área de marketing da empresa, o controller pode ajudar a definir os investimentos, ou seja, os valores que serão destinados ao orçamento para propaganda. E, com base nisso, serão decididos produtos e serviços a serem anunciados, entre outras metas que podem influenciar na divulgação da empresa.

Com a área contábil a integração precisa ser contínua, já que os dados utilizados para a tomada de decisão são gerados por esse departamento. O controller precisa então acompanhar tempestivamente a informação gerada pelo departamento contábil e, a partir dela, decidir quais caminhos devem ser seguidos.

Ainda, a implantação de sistemas que deixem os processos mais rápidos ou que forneçam relatórios mais detalhados também poderá nascer dessa relação entre controladoria e contabilidade, o que pode fornecer inúmeras vantagens para toda a empresa.

Acompanhando as vantagens do profissional controller na empresa

Para que o processo de gestão financeira de uma empresa seja robusto, é essencial contar com a expertise de um controller. Isso porque, além de atuar na elaboração dos padrões da empresa, esse profissional ainda pode ser decisivo para outras áreas.

Dentro da contabilidade — área que, como vimos, tem grande intimidade com a controladoria — uma vantagem importante das empresas que têm um controller é a otimização de processos. Afinal, cabe ao controller mapear todos os procedimentos e recursos (humanos, financeiros, materiais e tecnológicos).

Na sequência, ele auxiliará a tornar os processos dentro da contabilidade mais racionais e objetivos. Isso garante à área cada vez mais liberdade de erros e retrabalhos, permitindo um foco maior na geração e análise de relatórios para o processo de tomada de decisão.

E essa eficácia nos processos pode ainda ser observada em outros departamentos, porque a complexidade do trabalho do controller permite que ele compreenda e organize diferentes equipes dentro de uma organização. Dessa forma, toda a empresa fica mais integrada e eficiente.

Bom, diante de tudo isso, vemos a tamanha importância do profissional controller. Compreendemos, neste post, a complexidade das suas funções e como esse profissional deve se relacionar com as outras áreas da organização.

Além disso, vimos as vantagens que a sua atuação oferece ao controle, à coordenação, ao planejamento e à integração de uma empresa, bem como o seu papel decisivo na coordenação dos processos.

E aí, gostou desta leitura? Agora, aproveite para se aprofundar no assunto e entenda um pouco mais sobre a formação do controller e como isso pode ser decisivo para o desempenho desse profissional!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *