Você sabe o que é ROI? O Retorno sobre Investimentos pode ajudar sua empresa

Você sabe o que é ROI? O Retorno sobre Investimentos pode ajudar sua empresa

5 minutos de leitura

Lucrar é importante. Esse verbo é, se não a principal, uma das razões essenciais de existir da iniciativa privada. Mas para que o lucro seja alcançado ele passa por uma série de ações muito importantes, como o investimento. É bastante óbvio que qualquer que seja o negócio –pequeno, médio, grande, familiar, ele vai precisar de investimento, seja para ter início ou para apresentar novos resultados.

A grande questão é conseguir equilibrar a balança e fazer com que os investimentos tragam retorno para a empresa. E mais do que trazer retorno é preciso identificar se o montante é suficiente e se está dentro do esperado. Nesse sentido, há diversos indicativos econômicos que podem ajudar, e o ROI, ou Return On Investment (Retorno sobre Investimentos), está entre os mais importantes.

O que é ROI?

Fundamental para qualquer negócio, o ROI representa a relação entre o retorno e o capital investido em um projeto. Ele pode ser aplicado em diferentes processos, desde a abertura de um negócio até o resultado de uma ação ou campanha isolada ou o lançamento de um produto. Parece complexo, mas não é. Apesar de ser um cálculo matemático, o que pode assustar à primeira vista, não é difícil. Acompanhe!

Como o próprio nome sugere, o Retorno sobre Investimentos é uma boa fonte de informação sobre o negócio, já que resulta de uma métrica usada para calcular as receitas obtidas a partir de uma determinada quantia de recursos utilizados. Em resumo, mostra, essencialmente, a real relação entre o lucro e o prejuízo obtidos sobre o capital investido.

O cálculo serve a muitas finalidades diferentes, entre elas:

  • Servir de auxílio na hora de decidir os investimentos em novos produtos, projetos, negócios, ações e campanhas de marketing, por exemplo, já que consegue apontar o possível retorno sobre o investimento realizado; e
  • Ajudar a calcular como os aportes conseguem contribuir para os resultados de uma empresa. Além disso, consegue identificar o prazo do retorno financeiro dessas ações específicas. Exemplo: gastou R$ 30 mil em publicidade? É possível saber, exatamente, quanto de retorno essa propagando trouxe ao negócio.

Como é o cálculo do ROI?

Antes de prosseguir sua leitura e fazer o cálculo do ROI, porém, não se esqueça de levar em consideração todo o valor do investimento inicial. Toda e qualquer despesa deve entrar na conta para que ela seja precisa e exata.

O ROI é simples e leva em conta dois valores: ganho e investimento inicial. Veja:

ROI = (GANHO OBTIDO – INVESTIMENTO INICIAL) / INVESTIMENTO INICIAL

Vamos a um exemplo simples e hipotético de uma empresa que tenha faturado R$ 1 milhão com determinado produto, e que tenha investido nisso R$ 200 mil. Assim teremos:

R$ 1 milhão menos R$ 200 mil divididos por R$ 200 mil. O ROI será igual a 4.

E o que isso significa? Simples, que o retorno foi de quatro vezes o investimento inicial.

Pode ser que você queira saber esse valor em forma de porcentagem, e isso é também possível.

Para obter o ROI em forma de porcentagem deve-se multiplicar o resultado do cálculo acima por 100. O retorno sobre o investimento do que exemplificamos acima seria de 400%.

Por que o ROI é tão importante?

Se for calculado de forma correta, levando em consideração toda e qualquer despesa, o Retorno sobre Investimento é extremamente eficaz.

Há outras maneiras de fazer essa conta, claro, como o Payback, que tem o cálculo realizado somente quando o investimento inicial retorna, mas o ROI, porém, consegue apontar o retorno sobre qualquer investimento, seja ele uma reforma no pátio da empresa, uma campanha de comunicação, o lançamento de um produto ou mesmo a abertura de um novo negócio.

Leia também -  Recuperação Judicial: justiça pode autorizar alteração em planos

E se o objetivo da empresa for atrair investidores, o ROI pode também ser um excelente aliado. É para ele que irão olhar com lupa e muita atenção antes que um aporte financeiro seja realizado.

É fácil saber o porquê disso: antes de colocar seu dinheiro em qualquer lugar você também iria querer ter certeza de que é um investimento bom e lucrativo para o seu bolso. Se não fosse assim, ao invés de investir, você doaria o seu dinheiro ao negócio. O ROI vai mostrar, por exemplo, quanto o investidor ganhará em retorno para cobrir o aporte feito.

Quais as aplicações do ROI?

Veja abaixo outras formas de usar o Retorno sobre Investimentos:

  • É possível isolar ações, processos, inciativas e produtos para comprovar o que cada um, particularmente, traz de benefícios para o negócio como um todo;
  • No departamento comercial, pode ajudar no planejamento de metas possíveis de serem alcançadas;
  • Consegue apontar o prazo de retorno dos investimentos;
  • Pode acompanhar o resultado de metas em longo e médio prazo, medindo assim o comprometimento de diferentes equipes a um mesmo desafio;
  • Como é fundamentado em números, possibilita processos mais objetivos;
  • Se bem analisado, pode ser a base para um planejamento de aumento nos lucros.

Para quem o ROI pode ser útil?

Como é feito a partir de um cálculo simples, o ROI permite que qualquer pessoa, em empresas e negócios de pequeno, médio ou grande porte, se utilize dele, sem precisar de alguém com conhecimentos específicos.

Em empresas familiares ou naquelas com menos experiência em negócios, ter o ROI como um exercício de rotina pode facilitar a administração, a precificação e o acompanhamento dos lucros em diferentes momentos.

O resultado obtido vai auxiliar um planejamento personalizado, que pode ir desde o treinamento de pessoal até a contratação de uma nova pessoa para solucionar um problema apontado pelo ROI.

Se for necessário fazer cortes de despesas, o Retorno sobre o investimento pode ajudar ainda a apontar o melhor caminho, evitando assim crises e desgastes desnecessários.

Antes de realizar um investimento, seja para lançar um novo produto ou serviço, seja para expandir seus negócios, entre em contato com nossa equipe de Gestão e Finanças!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *