Pesquisa aponta que quase 60% das empresas que investem socialmente utilizam incentivos fiscais

Pesquisa aponta que quase 60% das empresas que investem socialmente utilizam incentivos fiscais

3 minutos de leitura

Praticamente seis em cada 10 empresas utilizam incentivos fiscais para promover o desenvolvimento social e cultural de projetos aprovados pelo Ministério da Cultura. É o que aponta a última pesquisa feita pelo Censo Gife, centro especializado em estudo sobre investimento social.

A amostra indica que o investimento total feito nos últimos anos gira em torno de R$ 2,9 bilhões. O principal alvo para atuação dos colaboradores é a área da educação, com 84% das intenções de destinação.

Segundo a pesquisa, pessoas jurídicas são as mais familiarizadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), ações que visam erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir paz e prosperidade à população mundial. Aproximadamente 51% dos investidores estão alinhando seus projetos ao programa.

Além desses dados, 29% das empresas predominantemente doam para outras entidades sociais e 47% são híbridas, ou seja, são doadoras e executam iniciações.

De acordo com Danilo Terra, diretor da Terra Incentivos Fiscais e especialista em Leis de Incentivo, a tendência é que os investimentos feitos pelas empresas aumentem nos próximos anos.

Por que as empresas estão utilizando incentivos fiscais?

As empresas estão cada vez mais voltadas e atentas com a sua responsabilidade social, diante disso, os incentivos fiscais são mecanismos que proporcionam a custo zero às empresas, diversos benefícios, dentre eles a associação da marca com projetos e ações que contribuem com a comunidade.

Com isso, conquistam a simpatia das pessoas beneficiadas diretamente e indiretamente. Outros fatores fundamentais para a utilização são a dedução de 100% do valor destinado, a visualização e acompanhamento da aplicação dos impostos e a prevenção da criminalidade, já que as entidades sociais trabalham com a educação, desigualdade social e a formação do cidadão.

Qual a importância do ODS e como funciona?

A grande importância é que as diretrizes traçadas pelas 17 ODS padronizam o desenvolvimento social e sustentável de todos os países, tanto pelos governos municipais, estaduais e federal, empresas e sociedade civil organizada.

Todos os objetivos influenciarão as decisões de todos pelos próximos 15 anos, já que se trata de um “plano globalizado” para priorizar o desenvolvimento sustentável em três pilares: social, ambiental e econômico.

Esses objetivos visam à transformação dos atuais padrões de desenvolvimento para um novo modelo que reduza a pobreza, as desigualdades de renda, gênero, exclusão social, degradação dos recursos naturais e que promova a paz, segurança alimentar, o uso eficiente dos recursos naturais.

Sobre a Terra Incentivos Fiscais

A Terra Incentivos Fiscais oferece orientação às pessoas físicas e jurídicas acerca dos benefícios de cada uma das Leis de Incentivo no Brasil, sejam de âmbito estadual ou federal.

A empresa fornece o máximo de informações para que os interessados estejam embasados e cientes, visto que tais Leis contribuem na aplicação de fundos importantes a programas de cunho social, educacional, cultural e esportivo no país.

Leia também -  RFB esclarece incidência de PIS/COFINS sobre receitas financeiras em operações de exportação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *