Contador 2.0: o que você precisa saber para ser um profissional de destaque?

Contador 2.0: o que você precisa saber para ser um profissional de destaque?

6 minutos de leitura

Não é novidade que o Brasil é um país 9x mais burocrático que o restante do mundo e também possui o sistema tributário mais complexo. Apesar disso, a contabilidade tem em suas mãos a faca e o queijo para transformar esta realidade por meio da funcionalidade do contador 2.0.

Antes de tudo, é importante validar que essa terminologia “2.0” é uma definição moderna para uma segunda versão, incluindo melhorias e vantagens nos hábitos convencionais. Pode estar aliada a setores, profissões, ou quaisquer conjuntos de informações transformadas em tendências e, por isso, são imprescindíveis para guiar o mercado.

Partindo desse pressuposto, o contador 2.0 é aquele profissional que moderniza as velhas maneiras de controle financeiro, e cujo trabalho está interligado em tempo real com seus fregueses, por meio de sistemas de gestão empresarial implantados no próprio escritório ou no ambiente do cliente.

Confira agora a importância desse novo perfil e tudo o que você precisa saber para ser um profissional de destaque!

Upgrade necessário

Imagine como seria bom se existisse um controle remoto que você poderia apontar para as pessoas e transformá-las, automaticamente, em novos pensadores exemplares do mercado?!

Esse controle por enquanto não existe, mas, com investindo em treinamento e conhecimento técnico, é possível atuar com sangue novo motivado a lidar com certificações digitais, emissões de nota fiscal eletrônica, entre vários outros aparatos que o contador 2.0 traz na mala.

Um deles é a necessidade de fazer um upgrade nos processos contábeis da corporação. Mas só a tecnologia, em si, não traz o sucesso almejado, mas sim a propensão às mudanças. Quer saber como pode inseri-las de maneira respeitável? Confira:

Modernização integrada

O primeiro passo para implantar essas modificações é reconhecer a importância das tecnologias na gestão contábil, pois um bom modelo de negócios agrega valor aos serviços, além de reduzir custos operacionais e riscos legais.

Para que isso ocorra, tanto cliente quanto o contador 2.0 precisam atuar na mesma plataforma tecnológica, formatada e devidamente alimentada, para que as informações integradas atendam às solicitações de maneira rápida, natural e muito mais prática.

Armazenamento eficaz

Falando em praticidade, onde são armazenadas as notas fiscais eletrônicas da empresa e onde costuma guardar os livros fiscais em formato digital? O cuidado com esses documentos é também uma atribuição da nova contabilidade, aliada à capacidade de garantir a confidencialidade e integridade dos mesmos, se resguardando das fraudes eletrônicas.

Por isso, um importante catalisador para a eficácia das alterações é justamente a nova forma de armazenamento de documentos relevantes. Esqueça os velhos arquivos abarrotados de papéis. Lembre-se que uma das prioridades do contador 2.0 é atender às demandas dos clientes e uma solução em potencial para eliminar o acúmulo de papéis é recorrer ao arquivamento digital.

O poder do contador 2.0

É fato que com o avanço da internet, alguns aspectos, como gerar guias para pagamento de impostos, ficaram obsoletos, uma vez que não necessitam mais de um profissional específico, pois o próprio empresário consegue executar sozinho.

Por isso, a necessidade de evolução dos contadores não incide apenas sobre a eficiência, mas também como parte de um processo para manter ativa a profissão. E agora, mais do que nunca, é o momento ideal para que as práticas contábeis tradicionais sejam aprimoradas, a fim de conceber a valorização apropriada que o setor merece.

Isso vale tanto para profissionais que atuam há anos na área financeira, quanto para os novos que saem da faculdade sedentos por mais informação.

Especialização

Hoje, uma empresa que vai contratar um contador tende a buscar profissionais que tenham experiência no mesmo segmento em que atua, baseando-se em um conjunto de habilidades, demografia e estilo, na expectativa de liquidar os dividendos em longo prazo.

É claro que o conhecimento técnico – em normas contábeis, certificação digital, nota fiscal eletrônica, relatório de fluxo de caixa e demonstração de resultados, por exemplo – acaba sendo um pré-requisito para as contratações. Mas isso, por si só, não é suficiente, uma vez que as empresas demandam uma gestão em conjunto de seus negócios.

Esse movimento de exigência, em especial na área contábil, vem ocorrendo de forma acelerada, exigindo que o contador acompanhe a diversificação das atividades exercidas no mercado. Por isso, além de ensinar, a capacitação obriga o profissional a entender o negócio como um empreendimento mais amplo.

Domínio

Dessa forma, o contador passa a ser um agente de mudanças que agrega valor à empresa, inserido no negócio não só como um mediador, mas sim como um administrador dos processos, com propriedade para, inclusive, emitir conselhos, sem os quais o cliente não consegue uma gerência eficaz.

Sendo assim, o leque de possibilidades do contador 2.0 pode, e deve, incluir a atuação como gestor, assumindo as propriedades das companhias, além de participar das tomadas de decisões e desafiar as velhas formas de atuar.

Mas, é importante ressaltar, que no mercado atual a eficiência e a competitividade estão associadas à otimização do tempo e à melhoria do relacionamento com os clientes.

Relacionamento

Por falar em relacionamento, na era da conectividade as redes sociais e os softwares para gestão aproximam os clientes das corporações, resultando em um novo perfil de contador, que deve estar inclinado, cada vez mais, a facilitar as tarefas da clientela.

Criar painéis sobre despesas futuras ou previsões de fluxo de caixa, por exemplo, são demandas que elevam significativamente a forma como o profissional é visto, atestando sua credibilidade para participar da tomada de decisões. Mas lembre-se:

  • É importante segmentar os clientes por meio de uma divisão estratégica;
  • O relacionamento com ele passa a ser personalizado através das redes sociais; e
  • É imperativo que ele tenha acesso a canais e portais online para contatar a empresa.

Facilidades alcançadas

Apesar de os clientes reconhecerem que ainda necessitam de vários serviços contábeis, tais como a elaboração de declarações fiscais, por exemplo, o que eles mais valorizam atualmente é o profissional capaz de emitir conselhos assertivos.

Logo, se você é um jovem contador que investiu nas novas tecnologias para automatizar os aspectos processuais da prestação de assessoria contábil, vale a pena focar nesse componente para valorizar os serviços que oferece.

Assim, por meio da associação entre softwares, centros de capacitação, consultoria e treinamentos adequados, os profissionais, desde que devidamente alinhados aos sistemas, acabam por oferecer um valor irrecusável para o cliente: o apoio imprescindível ao seu crescimento.

Agora que você já desvendou informações importantes sobre o contador 2.0, que tal melhorar sua formação e se tornar um Controller de sucesso? Aumente seu poder decisivo frente às questões empresariais e deixe seu currículo ainda mais atrativo para as organizações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *